Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

O empreendimento Oportunidade Plantas Contato
Comstar
Center Park
Plus
DERIS
8/2/2010
Publicidade online deve subir 24% e bater recorde em 2009

Publicidade online deve subir 24% e bater recorde em 2009

 
Da Redação, em São Paulo

Apesar da crise financeira mundial, a internet brasileira deve fechar 2009 com o maior volume de investimento publicitário de sua história. A expectativa é de que o aumento seja de 24% em relação a 2008, e alcance R$ 940 milhões (veja gráfico mais abaixo). Os dados são do IAB Brasil (Interactive Advertising Bureau), instituto que trabalha para a difusão dos meios interativos.

Com isso, o segmento online deve abocanhar 4,2% do total que foi investido pelo mercado publicitário no país em 2009 (confira quadro no fim deste texto). Há três anos, essa fatia era de 1,78%. Para Pedro Cabral, presidente no Brasil do IAB, essa parcela deve aumentar ainda mais. “Em quatro anos, a internet deve assumir o segundo posto no ranking de investimentos publicitários no país, hoje ocupado pelos jornais”, afirma.


De acordo com a entidade, parte do crescimento verificado em 2009 se deve à forte expansão do setor, que não sentiu tão fortemente o impacto das restrições orçamentárias provocadas pela crise mundial como outros veículos. “A internet foi, de longe, a que mais cresceu”, afirma. Se comparados os faturamentos dos meios de comunicação entre novembro de 2008, no auge da crise mundial, e novembro de 2009, os dados indicam que o maior salto foi dado pela internet, que cresceu 37,19%. Os jornais expandiram em 1,8% seu faturamento, e as revistas, em 4,99%.

No acumulado de janeiro a novembro de 2009, o cenário foi semelhante. As empresas de internet cresceram 23,27% em relação ao mesmo período do ano anterior. A média de crescimento dos meios de comunicação em geral, que incluem, entre outros, revistas, jornais e emissoras de televisão, foi de 2,11%. Os dados de dezembro e o acumulado do ano devem ser divulgados em março.

Internautas

A democratização no acesso à internet no país deve impulsionar ainda mais o fluxo de investimentos vindos da publicidade. Já são 68,5 milhões brasileiros conectados, e classe C é a que mais cresce em participação. “A internet se popularizou muito nos útlimos dois anos”, afirma Cabral.

Além disso, o Brasil continua sendo o país que por mais tempo acessa a internet no mundo, com 24 horas e 48 minutos por mês, e a adoção da banda larga representava 83% das conexões em 2008. A chegada da internet aos telefones celulares no Brasil promete ampliar esses valores. O resultado disso é uma mudança no mercado publicitário que, diante da expansão no número de internautas no país, precisa se adequar ao novo público e dar mais atenção a esse meio.

“A mídia digital ainda é utilizada de forma tímida pela publicidade”, diz Cabral. Ele cita o caso da Inglaterra, onde a internet, pela primeira vez, recebeu em 2009 mais investimentos de publicidade do que outros meios de comunicação. Nos Estados Unidos, a perspectiva também é otimista: em três anos, a internet deve ficar com um terço do fluxo desses investimentos, junto com a TV a cabo e a aberta.

 
 
Tabacaria da Serra
Ensino mais f√°cil tecnologia
Shizen
O empreendimento Oportunidade Plantas Contato